NOSSO MESTRE FEZ ANIVERSÁRIO

Sérgio Rodrigues, o papa do design nacional, completa 86 anos.

Terça, 08 de outubro de 2013
Não dá para imaginar o design nacional sem a figura de Sérgio Rodrigues. Não bastasse sua genialidade nas reinvenções da forma e da estética, o senhor de bigodes brancos que completou 86 anos dia 22 de setembro de 2013 possui uma personalidade ímpar, generosa, multi-facetada e extremamente simpática, que por si só já faria jus a legião de fãs que possui.
No cenário design brasileiro atual não existe nenhum expoente que se não declare fã assumido de Sérgio Rodrigues, de Carlos Motta a Marcus Ferreira, de Zanini de Zanine, cujo pai era amigo íntimo de Sérgio, a Domingos Tórtora.



Dentro de suas criações, uma de suas peças mais conhecidas é, sem dúvida, a Poltrona Mole, que também completa 56 anos. Em uma entrevista concedida a Anual Design ao completar seu octagésimo aniversário, Sérgio Rodrigues contou uma breve biografia dessa célebre poltrona, que antes de se tornar objeto de desejo de todo colecionador de design, foi execrada e até mesmo ridicularizada. A Mole foi baseada exclusivamente no conforto que poderia proporcionar e sua forma é uma simples consequência dessa principal característica.
Segundo o designer, que transforma suas inquietações em uma obra coerente e reveladora da cultura brasileira, durante muitos anos era comum encontrar a Mole em espaços de uso secundário, em cômodos pouco visitados, chegando a ser apelidada, como ele mesmo conta, como “poltrona para o cachorro”. Inclusive eram poucas as lojas que se interessavam em vender a peça.



Outro caso extremamente pitoresco que o papa do design nacional se recorda foi uma sessão fotográfica com a sua mítica criação que acabou virando matéria de jornal. E não por um motivo, digamos, invejável. Logo ao raiar do dia, Sérgio e um fotógrafo foram até a praia de Ipanema para fotografar a Mole e seu descanso de pé durante a maré baixa. Enquanto o fotógrafo regulava lentes, tripés e iluminação, rapidamente a maré subiu e, quando os dois se deram conta, estavam carregando os móveis sobre a água, com os pés enxarcados, e cercados por uma multidão que se aglomerou ao redor. "No dia seguinte, em um dos jornais cariocas, uma nota se destacou: de acordo com o jornal, duas pessoas foram flagradas na praia fazendo estranhas oferendas a Iemanjá – só faltava essa!" , conta Sérgio Rodrigues, que até hoje lembra dessa história dando risadas.
Para fazer uma pequena homenagem ao icônico designer, separamos para vocês alguns ambientes já publicados no site da Anual que trazem peças do incrível mestre. Parabéns e vida longa a este amado gênio brasileiro.


Um par de poltronas Mole brancas foram colocadas elegantemente lado a lado na Casa de Davi, assinada por Andrea Rocha Lima Rassi. (Veja aqui o projeto)


Mesa de jantar composta pelas cadeiras Adolpho, na Cobertura do Bosque, de André Brandão e Márcia Varizo. (Veja aqui o projeto)


O Espaço do Chef de Ney Lima, que ganhou o prêmio de melhor ambiente da Casa Cor Brasília 2012, tem um pequeno ambiente de conversação composta por duas poltronas Diz, colocadas frente a frente. (Veja aqui o projeto)


O Estúdio do Designer criado pela dupla Dani Parreira e Flavia Santoro para a Casa Cor Rio 2012, homenageia o arquiteto e designer Sergio Rodrigues reproduzindo peças não tão conhecidas, como a cadeira Fernando e a poltrona Vronka. (Veja aqui o projeto)


Na Sala de Leitura, de Laura Bezamat e Cristina Bezamat, está a banqueta Mocho, um hit assinado pelo mestre. (Veja aqui o projeto)


No Loft Refúgio Urbano, por André Brandão e Márcia Varizo, a poltrona Mole foi rodeada por vegetação e ao fundo estão três poltronas Oscar, uma referência ao gênio Oscar Niemeyer, que utilizou as mesmas curvas na composição de Brasília. (Veja aqui o projeto)


Dessa vez, no projeto Residência Condomínio Alphaville de Mônica Monteiro, a poltrona Mole vem com seu apoio para o pé. (Veja aqui o projeto)


As duas poltronas Diz, no Apartamento Imperador de Tereza Cristina Paes Del Papa, receberam ao fundo um grande painel de grafite assinado por Matheus Dutra. (Veja aqui o projeto)


Já na residência Toca dos Coelhos, projetada por Adriana Mundim e Fernando R. Galvão, novamente a dupla de poltronas Mole. (Veja aqui o projeto)


O estúdio Três Arquit3tura, no projeto Apartamento Asa Sul, apostou também nas banquetas Mocho. (Veja aqui o projeto)

COMENTÁRIOS

Sérgio Rodrigues 03/10/2013 11h27

Parabens ao meu chará de nome e sobrenome.

Gladys Farias 01/10/2013 17h35

Longa vida ao "papa"!

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.