Catedral Metropolitana de Brasília

A catedral Metropolitana de Nossa Senhora Aparecida, mais conhecida como catedralde Brasília, é uma das obras mais conhecidas ...

A catedral Metropolitana de Nossa Senhora Aparecida, mais conhecida como catedralde Brasília, é uma das obras mais conhecidas e premiadas do arquiteto Oscar Niemeyer. Por este projeto, Niemeyer foi agraciado com o prêmio máximo da arquitetura em 1988, o Prêmio Pritzker. A catedral é um ícone do modernismo brasileiro com sua estrutura em concreto armado, suas curvas harmoniosas e as formas arrojadas que lembram a coroa de Nossa Senhora ou mãos em prece.
 
A estrutura da igreja é feita com 16 colunas curvas, simetricamente opostas, que formam um diâmetro de 70 e altura de 40 metros. As bases das colunas são afinadas dando a impressão de mal tocar o chão, com leveza. Para se chegar até a catedral é preciso passar por estátuas gigantes em bronze dos quatro evangelistas que formam um corredor, são obras do italiano Alfredo Ceschiatti com a colaboração de Dante Croce. Eles estão dispostos de forma assimétrica, três à esquerda e um a direita.
 
O acesso à igreja é feito por uma rampa descendente com pisos e laterais pintados de preto, já que o piso da nave fica abaixo do nível do terreno, dando a sensação de atravessar um túnel em penumbra que desemboca em uma nave inundada de luz. Os vitrais rodeiam a construção em 360 graus. A capacidade é para quatro mil pessoas.
 
Acima, dispostos em diagonal, três anjos em duralumínio “voam”, suspensos por finos cabos de aço. O revestimento interno é em mármore branco. As paredes possuem vibração acústica, o que dispensa microfone para o celebrante das missas, podendo ser ouvidas com perfeição em qualquer ponto, sem que seja preciso alterar o timbre e a altura de voz. A Via Sacra é uma obra de Di Cavalcanti. Na entrada da catedral, encontra-se um pilar com passagens da vida de Maria, pintados por Athos Bulcão. 
 
Originalmente, os pilares exibiam a cor natural do concreto aparente e os vitrais eram incolores, mas com as reformas a catedral ficou branca com vitrais coloridos que foram recobertos com um trabalho em fibra de vidro da artista plástica Marianne Peretti. Outros elementos novos também foram acrescentados ao longo do tempo como o campanário, o espelho d’água e o batistério cuja forma lembra um ovo e funciona próximo à catedral. A Catedral de Brasília possui elementos típicos da arquitetura de Niemeyer reunindo técnicas e materiais modernistas misturados com as linhas curvas e a liberdade da forma, que traz um quê do barroco brasileiro.
 
Ficha técnica:
Localização: Brasília-DF
Ano: 1958/1970
Área: 2800 m²
Número de pavimentos: 1
Projeto de Arquitetura: Oscar Niemeyer
Fotos: Divulgação

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a comentar!

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.