Arquitetura e o gelo

Design de hotel na Suécia impressiona por ser estruturado com quatro mil toneladas de gelo e neve

Quinta, 11 de janeiro de 2018


Um hotel que, de certa forma, tem período de validade, que só existe até determinada época todos os anos. Localizado em Jukkasjärvi, na Suécia, o IceHotel foi idealizado em 1989 e desde então surge sempre durante o inverno do hemisfério norte.

Um hotel que reúne a bossa e efeverscência do Rio de Janeiro. Confira mais sobre o Yoo2 Rio: http://anualdesign.com.br/blog/11397/bossa-e-luxo/



Para construir o hotel, é utilizada uma mistura de gelo e neve feitos a partir da água do rio que é colocada em moldes até ficar totalmente solidificado. Milhares de blocos de gelo foram retirados do Rio Torne para a construção do hotel, sendo utilizadas cerca de 500 toneladas de gelo natural e mil cristais de gelo, todos polidos à mão.

A designer Patricia Urquiola aliou design contemporâneo e ares clássicos neste hotel em Milão. Confira: http://anualdesign.com.br/blog/9184/la-mia-casa-la-vostra-casa/



Para desenvolver a versão 2017/2018 da edificação 36 artistas de 17 países diferentes se juntaram. Com um total de 35 suítes de luxo, distintas umas das outras, elementos icônicos, como uma escultura gigante do King Kong ou uma cama suspensa, fazem parte do hotel. Um restaurante construído de raiz e um Ice bar ainda fazem parte das atrações do lugar.

Hotel resgata em Trancoso resgata a história da cidade baiana. Saiba mais: http://anualdesign.com.br/blog/4970/trancoso-em-alto-estilo/



Mas nem só de ambientes gelados funciona o IceHotel, ele conta com um lounge um pouco mais aquecido, além de dois restaurantes com temperaturas mais elevadas. As acomodações geladas do hotel variam entre -5 e -7 graus, mantidos por meio de energia solar.

Um dos hotéis mais charmosos de Paris, o Marignan é um dos destinos mais procurados da capital francesa. Veja: http://anualdesign.com.br/blog/6794/hotel-marignan-de-cara-nova/



A iniciativa de erguer a obra no final dos anos 1980 pertence a Yngve Bergqvist, que convidou dois profissionais da área para um workshop em Jukkasjärvi, em 1989. No inverno do ano seguinte, foi construído um iglu com cerca de 60 metros quadrados batizado como ARTic Hall, que funcionava como galeria de arte.



Nos anos seguintes, o espaço passou a ter 250 metros quadrados e continuou crescendo. A ideia de transformar o local em um hotel surgiu quando, despretensiosamente, um grupo de convidados equipados apenas com cobertores feitos com pele de rena e sacos-cama pediu para passar a noite ali. Nascia o IceHotel.

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a comentar!

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.